Independência ou morte!

Com o perdão do trocadilho safado pouco criativo, vamos falar um pouco de música independente no Brasil e também de uma de suas principais representantes, a banda Velhas Virgens.

De acordo com a Associação de Música Independente do Brasil – ABMI -, a música disponibilizada na internet (música digital) movimentou 43,5 milhões de reais durante 2008, gerando um crescimento de 79,1% com relação ao ano anterior. Gente, é muita coisa! Essa expressiva quantia teve como um de seus principais ajudantes a facilidade de crédito disponível para o povo brasileiro. Quando as pessoas veem que em suaves prestações de tarara e 90 elas podem comprar o celular dos seus sonhos, o que elas fazem? Compram! E já saem baixando as músicas dos seus artistas preferidos para escutar pelas ruas. É a inclusão digital positiva, pois movimenta um mercado que só cresce e aparece (meus trocadilhos estão péssimos).

Discutido há muito tempo, o tema “música independente” já rendeu até o livro Contra-indústria: A nova música independente, publicado pelos compositores Estrela Leminski e Téo Ruiz em 2006.

A grande verdade é que a autossuficiência nesse mercado é trabalho árduo e requer muito talento e carisma. Existem muitos artistas independentes sem pretensões profissionais e poucos que são independentes por ideologia, que construíram carreiras sólidas e arrastam fãs incondicionais por onde passam.

Um caso de mais de 21 anos de boa música independente é a banda Velhas Virgens. Acredito que façam suas músicas cientes de que não serão chamados para cantar no Domingão do Faustão. Aliás, fico imaginando a cara do Fausto quando eles começassem “abra essas pernas pra mim, baby” – no mínimo iria rolar um “ô lôco meu!”.

Voltando ao que realmente importa, som de blues e jazz misturados com muita atitude rock’n roll. Letras românticas (é verdade) e escrachadas, música boa sem rótulos!

Vale muito a pena visitar o site. Lá eles contam um pouco das histórias da estrada, têm o blog dos componentes, discografia, falam de música independente e dá para conferir a agenda da banda.

Ficou meio na cara que sou fã! Me assumo!

Letra safada, harmonia perfeita e simples nesse clipe.
Letra boa, harmonia melhor ainda aqui.
Sem cometários aqui.

Você tem uma banda independente? Aproveite e cole o link nos comentários para gente conhecer!

Téssia Mendes – Equipe internet

Fontes:
http://www.velhasvirgens.com.br/exibir_texto.asp?cod_texto=370
http://www.abmi.com.br/website/noticia_detalhe.asp?id_secao=13&id=559
http://www.overmundo.com.br/overblog/contra-industria-a-nova-musica-independente
Anúncios

11 Responses to Independência ou morte!

  1. Camilla disse:

    Adoooooroooo Velhas!!!!!

  2. Katraca disse:

    Opaaa…VV eh mto a fudê mesmooo

    fiz um post sobre os caras no mesmo diauahuaha
    só umas correções ae pro post…são quase 23 anos de banda…q nasceu em 86
    e a foto deles aí eh bem antiga…3 membros não estão mais na bandaa

    Rock n´roll na veiaaaa

  3. klitzke disse:

    Não precisei nem ler quem escrever o post pra saber que foi tu Té! haha Acho mára!

  4. Tammy disse:

    eles sao muito bons!!

  5. Robert disse:

    Bota Pra F%*ê! Bota Pra F*&ê!

    Esses são os Caras!

    Rock n’ Roll nacional de Primeira!

  6. Téssia disse:

    A gente tava fazendo laboratório pra poder criar esse post! hehe

  7. e o melhor de tudo: Bebi Heineken e mais alguns chopes com eles! _o/

  8. Eu sou fã! tenho foto com eles e já fui no show!
    _o/ inclusive, no show encontrei Téssia e Dox, ambos da equipe de Internet da Rinha!
    uehueheueheueh demais! Xexecaria pra eles!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: